26.1 C
Fortaleza
quarta-feira, maio 29, 2024
HomeTecnologiaNordeste já conta com tecnologia inédita no país de diagnóstico de doenças...

Nordeste já conta com tecnologia inédita no país de diagnóstico de doenças neurológicas

O Nordeste é a primeira região do Brasil a contar com tecnologia de monitorização não invasiva para medir pressão e complacência intracraniana.

Com isso, hospitais, clínicas e consultórios médicos terão acesso facilitado por meio de uma empresa local à tecnologia pioneira da brain4care de monitorização não invasiva das variações de pressão e complacência intracraniana.

São informações que auxiliam a qualificar o diagnóstico, orientam a terapêutica e indicam a evolução de distúrbios neurológicos associados à hipertensão intracraniana. A tecnologia é aprovada pela Anvisa, no Brasil, e FDA, nos Estados Unidos.

A Cardio Group, distribuidora de produtos médicos, com sede em Pernambuco, é a primeira do país a fechar contrato com a brain4care, healthtech brasileira pioneira no desenvolvimento da tecnologia não invasiva de monitorização das variações da pressão e complacência intracraniana.

Aprovada pela Anvisa, no Brasil, e pelo FDA, nos Estados Unidos, a tecnologia é utilizada em centros de referência e, agora, terá seu acesso e suporte facilitados pela Cardio Group a hospitais, clínicas e consultórios médicos em Pernambuco e nos demais estados onde a distribuidora atua – Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A tecnologia brain4care permite ter acesso a dados da pressão e complacência intracraniana de maneira simples, por meio de um sensor posicionado na cabeça do paciente.

Em tempo real, o médico tem acesso às informações na tela de um tablet ou smartphone conectado à internet. Esses dados auxiliam a qualificar o diagnóstico, orientar a terapêutica e indicar a evolução de distúrbios neurológicos associados à hipertensão intracraniana.

Na prática, o médico passa a contar com um recurso que o auxilia a identificar quando pacientes que apresentam sintomas, como dores de cabeça, náuseas e tonturas, entre outros, comuns a variadas doenças, têm risco de evoluir para um quadro de hipertensão intracraniana. Com essa informação, pode encaminhar o paciente, de modo mais ágil e assertivo, para uma investigação mais aprofundada e cuidados pertinentes. Dessa forma, a tecnologia brain4care beneficia o paciente e, ao mesmo tempo, traz impactos positivos aos indicadores de gestão e qualidade assistencial da instituição (giro de leito, alta segura, taxas de reinternação e otimização de recursos).

- Advertisment -

MAIS LIDOS